Segunda temporada de Riverdale terá estreia simultânea no Brasil

A temporada de estreias na Warner continua a todo vapor e agora está na hora de se preparar para voltar à Riverdale com a estreia da segunda temporada da produção. E os fãs podem comemorar, pois a Warner irá exibir os novos episódios simultaneamente com os EUA.

A segunda temporada de Riverdale tem estreia marcada para 11 de outubro, quarta-feira, às 21h40*.

Com 22 episódios, a segunda temporada reserva ainda mais surpresas, emoções e mistérios para Archie, Veronica, Betty, Josie, Jughead e todos os moradores da cidade. O 1º episódio leva o nome de ‘A Kiss Before Dying’.

Quarta-feira, 11 de outubro, às 21h40*
Riverdale – Estreia da 2ª temporada simultânea com os EUA

*Horário de Brasília. Programação sujeita a alterações sem aviso prévio.

Toda programação de qualidade do canal está disponível nas operadoras NET (canal 132 e 632), Sky (canal 44 e 244), Claro HDTV (canal 86 e 586), Oi TV HD (canal 44 e 544), GVT (canal 90) e Vivo TV (canal 71, 371, 545 ou 846).

Arquivado em:

Cole Sprouse responde perguntas de fãs sobre a 2ª temporada de Riverdale

Cole Sprouse já viu o meme de Riverdale “I’m a weirdo” e admite que Jughead pode ser um Garoto-Nojento

O sabor de milk shake do Jughead é café, só pra constar

Com novos episódios de Riverdale virando a esquina (11 de outubro!), Cole Sprouse resolveu ter um momento para responder as perguntas ardentes dos fãs sobre a Segunda Temporada durante um Reddit Ask Me Anything. Aqui está o que aprendemos:

  • Sobre as atitudes do Jughead, já que ele não é mais um estranho…

A temporada 1 nos foi descrita pela equipe criativa como uma “história de origem” para todos os cidadãos de Riverdale. A objeção de Jughead com a interferência como parte da temporada 1 é a coisa que mais irá mudar. Seu medo da interação é agora algo que ele tem que enfrentar de primeira mão, e com isso, sua eventual compreensão de que suas ações sempre irão irritar uma pessoa. Sua “atitude de não-me-importo”, que teremos mais na 2ª temporada, é muito “digestão de Jughead”.

  • Sobre ser escalado para Jughead e atendendo aos fãs dos quadrinhos…

Fiquei emocionado por muitas razões. Principalmente porque eu sabia que poderia tentar fazer a justiça dos personagens. Todos nós assumimos que iríamos – ódio não é algo raro no elenco dos quadrinhos. Só precisa levar isso como um grão de sal e se você é o tipo competitivo, provar que estão errados. Eu teria ficado muito mais chateado se o show não ressoasse com a multidão de quadrinhos, depois de termos tido tanto amor nisso. E assim, eu me sinto tremendamente grato por isso.

  • Sobre Jughead vingando seu pai…

Jughead vem lidando com uma onda de azar. Ele está tentando fazer seu próprio caminho e não está sendo aceito. Ele precisa se acostumar, mesmo temporariamente, a perseguir as questões que ele precisa responder. Ele deseja ardentemente ajudar seu pai, atualmente seu único membro da família, e ele mal vai parar pra consegui-lo.

  • Sobre outros personagens fazerem a narração….

Eu não penso assim, não. Temos alguns episódios em que outros personagens tomam as rédeas por um período. [Roberto Aguirre-Sacasa] mencionou de passagem que Jughead não teria originalmente uma presença nesse show, e acredito que a narração era a avenida perfeita para mantê-lo envolvido sem estar tão presente.

  • Sobre os paralelos e contrastes nos filhos e nos pais do show….

Eu acho que os pais devem ser vistos como um reflexo do futuro possível de seus filhos. Nós vemos que o elenco mais jovem segue os mesmos passos inevitáveis, e esse percurso é ajudada ou dificultada com base na capacidade da família de se comunicar entre si.

  • Sobre a fonte do livro do Jughead

Comic Sans

  • Sobre se nós iremos ver Chuck novamente, possível com um arco de redenção…

~ Você vai. ~ ~ Talvez. ~ ~ Talvez seja esse mesmo episódio que estamos filmando agora. ~

  • Sobre está hesitante no caminho do show….

A verdade é que ficamos um tanto hesitantes quanto a configuração do show. À primeira vista, um resumo como “uma conquista escura e ardilosa sobre o Archie Comics”, é um fanboy como meu pior. Foi só depois que eu li as histórias de horror que [Roberto Aguirre-Sacasa] e os outros escritores haviam produzido, além de ouvir sobre a inspiração em Twin Peaks para o show, que eu sabia que seria algo divertido. O conteúdo era bom e autoconsciente. Todos nós nos doamos muitos para garantir que os personagens sejam fiéis, mesmo nesta nova configuração.

  • Sobre sua transição de volta à atuação…

Eu acho que muitas celebridades mirins da minha infância enfrentam um dilema semelhante: atuar foi, por muito tempo, um meio para manter minha família viva financeiramente. E sendo que eu fui colocado nisso antes de tomar uma decisão consciente de persegui-lo por paixão, a única definição que eu tinha para a forma de arte era uma definição de negócios / sobrevivência. Isso afetou todos os aspectos do meu envolvimento: minha capacidade de aprimorar os projetos de talentos, meus cuidados, meus projetos, etc., até que eu tirei uma grande pausa para re-definição dessa forma de arte, eu não poderia retornar. Agora, é muito mais agradável, e Riverdale é muito divertido de ser parte. Agora, é paixão.

  • Sobre o meme “im a weirdo”…

Eu era aquele garoto quando tinha 16 anos, de verdade, fazia sentido (da maneira mais assombrosa). Eu acho que este show brinca bem com os estereótipos clássicos, e Jughead definitivamente tem momentos de cringe-boy. Juggy merece essa representação. Fico feliz que a cena tenha ressoado com o público da mesma forma que ressoou comigo como o ator que lê essas linhas.

  • Sobre filmar no Canadá…

Vancouver nos permite sentir bastante isolados do resto da indústria do entretenimento. [Ela] realmente ajuda a focar em estar presente no set. Parece bobo, mas essa é a minha parte favorita. Vancouver também é naturalmente belo, e no verão é verdadeiramente um paraíso edênico.

  • Sobre os novos membros de elenco…

Novos membros do elenco são ótimos. Riverdale é um grupo bem aconchegante, e eu sei de primeira mão que entrar em uma máquina profissional já estabelecida pode ser intimidante. Todo mundo parece estar encontrando o ritmo … Reggie encontra uma tomada muito mais cômica e fiel na temporada 2 que já é muito divertido.

  • Sobre seguir papéis mais adultos…

Certamente, mas esses pontos são obtidos através de trabalho árduo e dedicação, então, se a oportunidade surgir, eu definitivamente vou competir. Há um mito na atuação que conseguimos curar as carreiras que queremos com uma exatidão, que nunca foi minha experiência. Os atores geralmente estão sujeitos a diversos fatores que inevitavelmente afetam a carreira. Mesmo quando eles assumem um papel, eles ainda funcionam dentro de um conjunto de regras e esquemas. Eu vou lutar por uma determinada carreira, e enquanto eu fizer isso com tato, talento e compreensão, a carreira irá avançar positivamente. Enquanto isso, tenho a obrigação de colocar toda a minha paixão neste show.

  • Sobre o que inspira e quem admira Jughead…

Jughead é o centro moral da cidade; ele assume uma forte posição neutra / boa, e agora é descrito como a alma de Riverdale. Ele favorece e admira quem tem uma história de tomar decisões corretas em cenários comprometedores e favorece seus amigos de infância. Ele admira Betty, ele admira seu pai tremendamente, e ele admira o bem. Eu vejo as admirações de Jughead e o arco narrativo como um reflexo da iluminação ou decadência de não apenas Jughead, mas da alma da cidade como um todo.

  • Sobre se iremos algum dia conhecer a família adotiva de Jughead….

Este enredo é uma placa petri para a estranheza. Meu entendimento é que Roberto [Aguirre-Sacasa, o criador do programa] está salvando isso para algo que vocês gostariam bastante Ainda não li nada.

  • E finalmente, sobre se ele sente falta de trabalhar com seu irmão Dylan…

Naw, não sinto falta desse cara, ele é uma merda.

Fonte © Tradução/Adaptação: Gabrielly Alves – Riverdale Brasil – Não reproduza sem os créditos.

A segunda temporada de ‘Riverdale’ estreia em 11 de outubro na CW. No Brasil a série é exibida pela Warner Channel.

Fiquem ligados aqui no Riverdale Brasil e em nossas redes sociais no TwitterFacebookInstagram e no YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Riverdale.

Arquivado em:

Betty sombria assume o controle na 2ª temporada

A garota-da-porta-ao-lado, Betty Cooper, irá ficar muito mais sombria na segunda temporada de Riverdale, de acordo com a atriz que a interpreta.

Em um dos primeiros episódios de Riverdale, Betty Cooper revelou um lado sombrio, amarrando e quase afogando Chuck Clayton depois de descobrir que ele, e outros membros da equipe de futebol americano, abusaram sexualmente e humilharam diversas garotas na Riverdale High, incluindo a irmã de Betty: Polly. Esse lado agressivo dela, apelidado de “Betty Sombria” pelo elenco e fãs, não existe mais, de acordo com a atriz Lili Reinhart…. mas isso pode não ser uma coisa boa.

“Eu sinto que a Betty Sombria não existe mais,” Reinhart disse durante uma entrevista recente. “É como se nessa temporada sua escuridão apenas abraçasse ela um pouquinho. Betty é, sem dar nenhum spoiler, um grande foco do mistério da segunda temporada e isso acaba mexendo com ela, como aconteceu com Cheryl na primeira temporada. Betty fica presa em algo que ela nunca pediu e essa garota gentil, doce e bondosa é forçada até o limite.”

Cheryl, para aqueles que podem não se lembrar, era a irmã gêmea de Jason Blossom, a vítima de assassinato da primeira temporada. A morte de Jason quase destruiu Cheryl, levando-a a uma tentativa de suicídio no último episódio, depois dela descobrir que seu pai era o assassino.

Ela foi salva por Archie Andrews, e enquanto a gangue de Riverdale entende, agora, o que faz a Cheryl ser dura um pouco melhor, não espere que ela estará junto com a turma oferecendo conselhos para Betty: ela continua a velha Cheryl Blossom.

No topo de tudo isso, espere um caminho difícil para Bughead, o casal favorito de todos.

“Na primeira metade da temporada, eles estão lidando com o fato de que Fred levou um tiro, estão ajudando Archie e Betty está lidando com os seus problemas de relacionamento,” Reinhart disse.

Isso não é uma surpresa, na verdade; enquanto Riverdale é, no seu coração, um drama adolescente, e esse tipo de série quase nunca apresentam relacionamentos livres de conflitos, Betty e Jughead iniciaram sem conflitos na primeira temporada. O último episódio mostrou o começo de conflitos, no entanto, e o showrunner Roberto Aguirre-Sacasa recentemente falou mais sobre:

“Eu realmente acredito que a própria história nos guia,” ele nos contou quando perguntaram como os fãs podem se sentir com os problemas envolvendo o amado par. “Escute: eu torço pelos dois, então eu não quero que eles tenham problemas, mas algumas vezes você monta histórias em movimento e elas próprias criam vida. Todos relacionamentos são testados, essa é a verdade. Os relacionamentos mais casuais até os mais profundos e íntimos. Então isso irá acontece, mas eu confio nos atores e eu confio na história e que todos verão isso.”

Fonte

A segunda temporada de ‘Riverdale’ estreia em 11 de outubro na CW.

Fiquem ligados aqui no Riverdale Brasil e em nossas redes sociais no TwitterFacebookInstagram e no YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Riverdale.

Arquivado em:

Cole Sprouse explica o conflito de Jughead na 2ª temporada de Riverdale

Quando a segunda temporada de Riverdale começar, Jughead Jones estará em um lugar diferente — e as mudanças que ele terá que passar irão ajudar a definir a história do seu personagem durante a temporada.

Preso no Lado Sul no final da primeira temporada, o ator Cole Sprouse contou para os repórteres em um evento de imprensa recente, que Jughead terá que desistir da ilusão de ter controle de certas coisas em sua vida, e apenas se concentrar em fazer o melhor possível com o que ele tem.

“De diversas formas os filhos se parecem com seus pais, e Jughead está recebendo diversas cartas que irão forçar suas ações,” Sprouse explicou durante uma entrevista recente.

Sprouse acrescentou que a perda de FP Jones (que está na cadeia no início da temporada) e a mudança para o lado Sul muda tudo para Jughead, deixando seu personagem em uma posição onde ele deve descobrir como lidar.

“Modifica seu relacionamento com todos personagens da série,” Sprouse explica. “A segunda temporada é, basicamente, uma narrativa entre o lado Norte e o lado Sul de Riverdale, e a tensão crescente. Irá forçar com que todos os personagens escolham um lado e Jughead é colocado em uma posição muito, muito comprometedora, com um pé no Norte e outro no Sul, e tendo que descobrir o que ele irá fazer e o lado que ele irá escolher será o que modifica seu relacionamento com todos os personagens.”

Fãs viram um pouco sobre aquele conflito no final da primeira temporada: depois de ser transferido para a “dura-e-problemática” South Side High, Jughead descobriu que ele, na verdade, se encaixa muito bem ali, para a surpresa de Archie e Betty. Mais tarde no episódio, como um símbolo de solidariedade depois que FP optou por não dedurar ninguém da gangue, é oferecido para Jughead, que ele aceita entusiasmadamente, uma jaqueta da South Side Serpents.

Fonte

A segunda temporada de ‘Riverdale’ estreia em 11 de outubro na CW.

Fiquem ligados aqui no Riverdale Brasil e em nossas redes sociais no TwitterFacebookInstagram e no YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Riverdale.

Arquivado em:

Roberto Aguirre-Sacasa fala sobre o relacionamento fenomenal e desafiador de Bughead

O showrunner de Riverdale (e diretor criativo dos quadrinhos Archie), Roberto Aguirre-Sacasa, fala que sabia que os fãs iriam amar o relacionamento de Betty/Jughead – e que, quando o romance dos dois é testado na segunda temporada, ele espera que os fãs confiem nos escritores e atores e vejam o desenrolar da história.

O romance entre os dois amigos próximos de Archie começou durante a metade da primeira temporada da série, e mesmo havendo um descontentamento de fãs (particularmente daqueles que queria ver Jughead como um personagem assexual), o par, chamado de #Bughead nas redes social, virou uma das partes mais atrativas da série.

“Eu senti que as pessoas iriam realmente gostar,” Aguirre-Sacasa falou ao ComicBook.com durante uma entrevista recente. “Eu apenas senti, e lembro que quando gravamos o primeiro beijo, Cole e Lili se perguntavam: ‘Isso está acontecendo cedo de mais? As pessoas vão gostar?’ E lembro que eu disse: ‘Sabe gente, eu acho que eles irão.’ Mas eu não antecipei o modo que Bughead iria criar uma vida própria. É quase como se Bughead tivesse existido sempre, Bughead irá existir sempre, é maior do que qualquer um de nós. Eu amo isso! É uma coisa ótima.”

Com isso dito, Aguirre-Sacasa admite que não existe relacionamenteo –especialmente em uma série de drama– que possa durar muito sem um conflito.

“Eu acredito que a história irá guiar para onde vamos,” ele nos falou quando questionado sobre como os fãs podem responder a presença de problemas entre o par. “Escute: eu torço por eles, então eu não quero que eles tenham problemas, mas algumas vezes você constrói histórias e elas mesmas criam uma vida para si. Todos relacionamentos são testados, essa é a verdade. Desde o mais casual até o mais profundo e intimo. Então isso irá acontecer, mas eu confio nos atores e eu confio na história e que todos vocês irão ver isso.”

Fonte

A segunda temporada de ‘Riverdale’ estreia em 11 de outubro na CW.

Fiquem ligados aqui no Riverdale Brasil e em nossas redes sociais no TwitterFacebookInstagram e no YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Riverdale.

Arquivado em:

Camila Mendes fala sobre o relacionamento de Veronica com seus pais na 2ª temporada de Riverdale

Quando Riverdale retornar para sua segunda temporada, em outubro, Veronica Lodge [Camila Mendes] será uma das personagens que mais irá mudar – em grande parte por causa do retorno de seu pai, Hiram, que passou toda a primeira temporada na cadeia.

Agora que Mark Consuelos se juntou ao elenco como Hiram Lodge, Hermione [Marisol Nichols] irá ficar ao seu lado com mais frequência, o que irá criar uma nova dinâmica entre Veronica e seu pai… e, potencialmente, fazer com que a dinâmica já existente entre Veronica e Hermione vire um inferno.

“Veronica suspeita de ambos, não confia neles,” Mendes diz. “Ela quer ter um bom relacionamento com Hiram, porque no final das contas ela é a garotinha do papai. Ela quer agradar ele e mostrar que é forte e capaz de ser uma Lodge. Ela que ser uma Lodge e honrar o nome e o legado, mas seu pai, na tentativa de protegê-la, está mantendo-a em um aperto rígido.”

As coisas não estão muito melhores com a sua mãe.

“O relacionamento de Veronica com Hermione se despedaçou,” Mendes acrescentou. “Na primeira temporada, nós costumávamos nos gabar do quão próximas elas eram e, na segunda temporada, elas já não são mais. Há tanto distanciamento, porque Hiram confiou Hermione com um segredo e Veronica já não é parte disso.”

Fonte.

A segunda temporada de ‘Riverdale’ estreia em 11 de outubro na CW.

Fiquem ligados aqui no Riverdale Brasil e em nossas redes sociais no TwitterFacebookInstagram e no YouTube para ficar por dentro de tudo que rola no universo de Riverdale.

error: Caso queira algum dos nossos textos, envie um e-mail!